Liberta-me - Tahereh Mafi


Sinopse: "Ela fugiu do Restabelecimento e evitou ser transformada em arma letal. Mas Juliette nunca de livrará de seu dom...ou de Warner. Em Liberta-me, sob os cuidado do Ponto Ômega, o quartel da resistência, ela se prepara para o confronto iminente contra os soldados do Restabelecimento. Mas sua batalha pessoal será maior que qualquer enfrentamento militar. Liberta-me nos convida a lutar, com Juliette e Adam, por um mundo melhor, por maior controle pessoal e pelo triunfo do amor verdadeiro, mas, ao mesmo tempo, o amor proscrito de Warner pela heroína fecha os vétices de um triângulo amoroso que certamente dividirá opiniões." 


Resenha do livro anterior (clique aqui


Juliette foi do Restabelecimento para o Ponto Ômega, mas ela ainda não confia em ninguém, exceto Adam. Embora tenha fugido de Warner, ela ainda não tem a certeza de que está a salvo. Na verdade, ela tem muitas perguntas. Eu li Liberta-me sem ter lido Destrua-me, o conto que antecede o segundo livro da série. Aliás, deixo claro que você pode sim ler os livros sem os contos, não atrapalha em nada, porém fica muito mais fácil a sua conexão com os personagens se você optar por lê-los e eles são curtinhos, em média 90 páginas. 



Tahereh evoluiu muito sua narrativa, os momentos filosóficos que tornavam a escrita cansativa diminuíram consideravelmente de um livro pro outro. As cenas de ação e de romance são bem equilibradas, os personagens estão se desenvolvendo, mostrando seus ideais e sonhos mais claros, objetivos. E novos personagens surgiram! 



Liberta-me tem ação, tem romance, tem crises existenciais, questões políticas e muito mais. Juliette me encantou neste segundo livro, embora no começo ela ainda seja a mesma garota insegura e emocionalmente dependente, ela evolui muito. Passa a ser uma mulher centrada e com um objetivo. Aqui ela passa a perceber que é forte, inteligente e que não precisa ser salva ou protegida o tempo todo, o que influencia e muito no seu relacionamento com Adam.



Odeio triângulos amorosos, mas em Liberta-me foi fácil fazer minha escolha. Adam e Warner são completamente diferentes, Adam se apaixonou por uma Julliet frágil, dócil, desamparada e precisando de ajuda enquanto que Warner enxergava-a de outra maneira, como uma mulher forte, capaz e com potencial. Além de ele ter se identificado com ela. Sou team Warner, aliás. De qualquer forma, dei 5 estrelas ao livro, AMEI, se tornou uma das minhas séries favoritas. 

Postar um comentário

My Instagram

Copyright © Toca Geeky | Universo Geek, Lifestyle e muita criatividade!. Made with by OddThemes . Distributed by Weblyb