Um caso perdido, Colleen Hoover

"Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras... Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente."
     Não sei vocês, mas eu leria até as listas de supermercado de Colleen Hoover. Além de uma escrita envolvente e viciante, a autora costuma sempre trazer temas polêmicos e personagens bem próximos da realidade, cheios de defeitos e traumas que ela costuma desenvolver muito bem. Sempre tive um pé atrás com a "duologia" Hopeless, no entanto, pois a premissa me parecia bem adolescente, mas resolvi encarar mesmo assim e dar uma chance para Colleen me surpreender novamente. E, cá estou eu, sem fôlego depois desta leitura. 

     Karen, a mãe de Sky, tem uma espécie de aversão à tecnologia: elas não tem TV em casa, nem celular ou telefone fixo. Internet nem pensar e, além disso, Sky sempre estudou em casa. Mas quando ela se matricula pra cursar o último ano em uma escola pública, conhece Dean Holder e absolutamente tudo muda. No começo o livro tem mesmo uma pegada adolescente a qual eu tenho evitado nos últimos meses, mas conforme conhecemos os personagens, aos poucos a estória vai se tornando um pouco mais complexa e delicada

    Sky e Holder são personagens que carregam traumas, segredos e inseguranças que vão descobrindo junto ao decorrer do livro. Amo como a autora não entrega nada de bandeja: ela vai construindo o cenário aos poucos, deixando o leitor curioso e ávido por mais. Devorei o livro todo em questão de horas e fiquei "querendo mais". Achei que os personagens secundários poderiam ter sido um pouco mais aprofundados, como Six, a melhor amiga, e até mesmo Karen, mas essa "deficiência" na personalidade deles não foi nada que atrapalhasse a leitura.

    A medida que o livro se tornava mais sérios, trazendo o plot twist principal, os personagens também crescem e minha cabeça fervilhava tentando ligar todos os pontos, mas para minha alegria Colleen não deixou pontas soltas: ela costurou tudo bonitinho, deixando a estória cada vez mais próxima da realidade. Apesar de ser um livro com cenas pesadas, delicadas e chocantes, foi uma leitura rápida e deliciosa. Torci, chorei e sofri junto dos personagens. 

    Um caso perdido traz temas atuais e sensíveis que ainda precisam ser discutidos diariamente. Fez com que eu parasse pra me colocar no lugar dos personagens e pensar se eu faria escolhas diferentes, como eu me sentiria naquela situação, mas eu infelizmente não posso me aprofundar muito nesta questão sem dizer qualquer coisa que pudesse estragar a experiência de vocês, então só o que posso pedir é que deem uma chance a este livro. Sério: é muito mais do que parece, é surpreendente, espetacular.

Um caso perdido | Colleen Hoover | Young Adult | Galera Record | 384 Páginas | 5 Estrelas | Skoob 

25 comentários :

  1. Oi, tudo bem?

    Eu li esse livro em 2015/2016 e foi meu primeiro contato com a Hoover, primeiro e último, mas eu sempre lembro desse livro. Achei espetacular a forma como fui presa e senti toda a enxurrada de sentimentos que há na história. Sua resenha ficou muito boa e consegui perceber o quanto você gostou dessa história.

    ótima fotos!

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Maria, tudo bem e com você? Poxa, espero que dê outra oportunidade a CoHo, os livros dela costumam ser carregados de sentimentos mesmo, o que eu adoro.

      Excluir
  2. Eu nunca li nada da autora, tenho livros dela aqui mas nunca li, pretendo esse ano dar a chance, mas confesso que esse livro na verdade os livros dessa trilogia não me enchem os olhos, talvez por ainda não conhecer mesmo a escrita dela né? Mesmo assim, gostei muito de conferir sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kah, não é bem uma "trilogia", o segundo livro se trata da mesma história, mas pelo ponto de vista de outro personagem. Ainda não li, mas to morrendo de vontade.

      Se joga na CoHo, mulher!

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nada dessa autora? Vejo ela sendo bem elogiada e os livros sempre ganhando destaque (e até mesmo polemica), mas ainda não surgiu oportunidade para conhecer a escrita dela. Por qual acha que devo começar? Gostei da premissa dele e deu pra sentir que a leitura é bem intensa e reflexiva ao mesmo tempo =)

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clay, eu comecei por "Talvez um dia" e AMEI, te indico ele pra começar. Ou até mesmo Novembro, 9. Mas atualmente "É assim que acaba" é meu favorito.

      Excluir
  4. Oi, tudo bem? Ainda não tive oportunidade para ler algo da autora, mas vou começar em breve. Fazia tempo que não via uma resenha desse livro, acho que esse é meio antigo dela, né? Não me interessei pela história, porque new adults não são muito a minha praia, mas gosto de drama. Vou escolher outro livro da Colleen pra começar :) Gostei muito da sua resenha.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nina, poxa, se você gosta de drama vai adorar os livros dela... embora a maioria seja na pegada new adult. Acho que todos, mas Confesse e É assim que acaba podem ser uma boa dica pra você.

      Excluir
  5. Esse é um dos livros da autora que eu mais quero ler, a premissa dele me interessa bastante e sei que vou sentir dificuldade com a leitura em alguns momentos, mas sei que é um bom livro. Adorei a sua resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, conhecendo um pouco das suas resenhas, já fiquei curiosa pra saber o que você vai achar. Me conta quando ler?

      Excluir
  6. Quase todo mundo que lê algo dela elogia demais ela é as obras, mesmo com as controvérsias ela ta na minha lista mas ainda não tive a motivação de pegar e ler realmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paac, ela é bem polêmica mesmo. Não é perfeita, tem sim seus defeitos e isso é claro em alguns livros, mas ainda sim gosto MUITO e não vou negar.

      Excluir
  7. Sou do time que leria qualquer coisa dessa mulher, ela é maravilhosa demais! O meu queridinho sempre vai ser Métrica, principalmente por ser o meu primeiro contato com a autora, mas Um caso perdido é muito tocante e o plot é surpreendente, assim como você, me emocionei bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Métrica tá na minha lista, mas pretendo ler ainda esse ano. Impossível não querer ler tudo dessa mulher... é viciante.

      Excluir
  8. Com certeza eu também leria até a lista de supermercado da Colleen Hoover (risos), sou apaixonada por suas histórias, e sua escrita envolvente e cativante. Li esse livro já tem alguns anos, e minha experiência foi exatamente como a sua, me surpreendi totalmente durante toda a história, e fiquei pedindo bis, e bis. A história vem tratar de assuntos atuais, e que devem ser discutidos. Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, Lana. Você já leu Sem esperança? Tô me segurando pra não ler, tentando conhecer outros títulos, mas tá difícil.

      Excluir
  9. Eu sou super curiosa para ler algo dessa autora, quero muito descobrir qual é o plot twist desse livro que parece mesmo ser muito mais do que a sinopse mostra. Amei conferir sua opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, juro pra ti que passei da metade do livro sem desconfiar de quase nada. Foi muito surpreendente, às vezes eu imaginava "será que é isso?" "não, não deve ser, to loka" e fiquei de cara no chão!

      Excluir
  10. Eu ainda não li nada dessa autora. Já li tantas resenhas que me sinto até íntima, mas não me animo a ler seus livros. Eu tenho/tinha a impressão que ela não se aprofunda nos temas abordados. Sua resenha me mostra que posso estar errada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nilda, confesso que tive esse medo também, e neste livro particularmente tem uma coisinha na qual ela poderia ter trabalhado mais sim, porém, ela deu um foco em outro conflito e trabalhou ele muito bem. Vai da perspectiva, mas rasa ela não é de maneira alguma!

      Excluir
  11. Olá,
    Não sou assim tão chegada no estilo da autora, mas entendo o porque de as pessoas gostarem tanto. Principalmente por tratar de assuntos tão importantes e que despertam a atenção dos leitores.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debyh, gosto é coisa bem pessoal mesmo, tem vários autores por aí que a galera fala super bem e eu não tenho vontade de ler também. Mas como você, entendo as razões de gostarem tanto...

      Excluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu já li alguns livros da autora e gostei muito, por isso sempre fico animada com os livros dela. Esse eu ainda não li, mas quero muito e concordo contigo sobre a autora sempre trazer temas polêmicos e personagens reais, por isso gosto tanto e me emociono tanto com as histórias dela. Sobre esse livro, eu acho a premissa muito bacana e os personagens parecem ser muito cativantes mesmo.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lari, espero que tenha a oportunidade de ler e que goste tanto quanto eu. Voi ficar ligada no seu blog, caso faça alguma resenha...

      Excluir
  13. Olá, tudo bem?

    Parabéns pela resenha, ficou muito boa e também adorei a foto, ficou super caprichada. Eu (Yvens) ainda não li os livros da Colleen, mas pretendo ler esse ano, parece ser tudo de bom a escrita da autora.
    Abraço!

    ResponderExcluir

My Instagram

Copyright © Toca Geeky | Universo Geek, Lifestyle e muita criatividade!. Made with by OddThemes . Distributed by Weblyb