Louca por você, A. C. Meyer

by - sexta-feira, novembro 02, 2018


"Atenção: esse livro contém altas doses de romance, situações hilárias, garotos sensuais e o best friend gay mais maravilhoso de todos os tempos... Julie tem dois grandes sonhos: cantar profissionalmente e fazer com que Daniel a enxergue como mulher. Ele é o charmoso dono do badalado bar After Dark e se diz avesso a compromissos, sempre pronto para noitadas casuais. Em uma noite de muito movimento, o estabelecimento se vê sem um vocalista para dar continuidade à programação musical, e Julie é colocada por um dos sócios de Daniel à frente da banda para resolver o problema. Mas a voz e a presença de palco da nova cantora encantam o público... e também o atraente garanhão. Descontrolado de ciúmes, Daniel está disposto a usar toda a sua autoridade para tirar Julie dos holofotes e dar uma chance ao seu verdadeiro amor. Ele só não contava com as investidas insistentes de Alan, o sexy guitarrista da banda, que resolveu fazer de tudo para conquistar o coração da nossa mocinha. Será que o sonho de Julie finalmente vai se concretizar com Daniel ou seu verdadeiro príncipe encantado é o guitarrista sensual?"

Título: Louca por você | After Dark #1 | Autora: A. C. Meyer | Editora: Universo dos Livros | Ano: 2014 | Páginas: 208 | Nota: 2/5 | Skoob  

    Desde quando este livro foi lançado eu me retorcia de vontade de lê-lo e eu nem sei por quê. Li alguma resenha anos atrás que me deixou extremamente curiosa, mas nunca o encontrei nas livrarias e também por causa dos livros de editoras, ele foi ficando pra trás. Mas o Kindle Unlimited realmente está me fazendo tirar o atraso... assim que vi que ele estava disponível, coloquei na minha biblioteca e li em um dia. Na verdade, questão de algumas poucas horas, pois é bem curtinho. 

    Tive a oportunidade de conhecer a escrita da autora através de Cadu e Mari e gostei bastante, mas Louca por você foi uma caixinha de decepção pra mim. A narrativa é bem instigante e não demora muito para estarmos a par da estória, do contexto e familiarizado com os personagens, portanto a leitura fluiu bem rápido e eu praticamente devorei o livro. Mas não digeri tão bem quanto esperava. 

   Julie está beirando aos trinta, mas se porta como uma garotinha inocente, boba e facilmente manipulável de quinze anos. Suas atitudes são extremamente infantis e não condizem com a sua idade; Daniel é extremamente escroto, machista, arrogante e moleque que foge sobre situações de pressão, novamente infantil demais pra idade; George o "best friend gay" foi usado como alívio cômico e extremamente estereotipado como o gay que gosta de diva pop, dá conselhos e maquia a amiga pra conquistar o boy magia. Foi uma das coisas que mais me incomodaram no livro, francamente né? Não preciso nem dizer que é necessária a representatividade LGBTQIA+ nos livros, mas George merecia muito mais. 

     O casal não tem química, me peguei torcendo muito mais por Alan que por Daniel, além de que a autora abusa do elemento em que o mocinho faz cagada e prepara uma surpresa romântica pra reconquistar o coração da amada. Seriously? É um vai e volta dramático e exagerado, clichê e sem profundidade alguma. E se fosse só isso tudo bem, já li uma cota gigantesca de livros clichês e gostei de muitos, mas este não deu. Até mesmo a própria Julie foi machista em algumas de suas falas sobre outras mulheres. Gente? Oi? 

     O final foi a gota d'água pela qual eu não recomendo o livro. Julie tinha um sonho e o merecia muito, tal sonho foi o elemento que a fez crescer (ainda que miseravelmente pouco) e no fim das contas  suas escolhas me decepcionaram muito. Foi como o final de Rachel Green em Friends, quem já assistiu a série vai entender. Então minha nota 2 foi baseada única e exclusivamente em algumas poucas risadas que eu dei durante a leitura, quase todas por motivos de George e as referências que ele cita no livro. No mais, o livro é um clichê ruim, misógino e mais dramático que novela mexicana. 

You May Also Like

0 comentários

Tecnologia do Blogger.