Império das Tormentas, Jon Skovron

by - segunda-feira, outubro 22, 2018


"Em um império fragmentado, circundado por mares selvagens, dois jovens de culturas diferentes se unem por uma causa comum. Uma menina de 8 anos é a única sobrevivente do massacre de sua vila por biomantes, uma das mais poderosas forças do imperador. Batizada com o nome de seu vilarejo para nunca se esquecer do que perdeu, Bleak Hope é treinada em segredo por um mestre guerreiro para se tornar um instrumento de vingança. Um estranho garoto de olhos vermelhos fica órfão nas esquálidas e sujas ruas de Nova Laven, mas é adotado pela pior pessoa que o destino poderia lhe apresentar: Sadie Cabra, uma das criminosas mais infames do submundo. Batizado como Red, ele é treinado para ser um exímio atirador de facas - além de ladrão, mentiroso e trapaceiro. Quando um senhor do crime estabelece um acordo de poder com biomantes para tomar o controle do submundo de Nova Laven em troca da miséria da população, as histórias de Hope e Red finalmente se cruzam. Seja por honra ou vingança, essa improvável aliança os levará para a maior batalha da vida deles. Jon Skovron marca aqui o início da trilogia Império das Tormentas, uma fantasia embalada por uma espadachim habilidosa, piratas, vigaristas, jogos de poder e revolução."

Título: Império das Tormentas | Autor: Jon Skovron | Editora: Arqueiro | Ano: 2018 | Páginas: 368 | Nota: 5/5 | Skoob | Livro cedido em parceria com a editora para divulgação | Compre aqui

     Império das Tormentas foi uma escolha um tanto compulsiva, nunca havia ouvido falar do livro, mas o elemento de personagem feminina guerreira e vingativa me chamou atenção. No entanto, não criei muitas expectativas e tive uma surpresa extremamente agradável: Império das Tormentas é original, engraçado e tem personagens incríveis, tudo aquilo que eu espero encontrar em livros de fantasia. Funny fact: fazia algum tempo que eu não lia uma fantasia escrita por homem.

      Levei umas duas páginas ou três pra me situar com o cenário da história, mas nada além disso. A narrativa de Jon é muito convidativa e ele oferece um universo completo: com gírias próprias, cidades, regiões e culturas originais. Algumas gírias são fáceis de deduzir os significados, pelo contexto das frases, outras eu tive que olhar no "dicionário" presente no final do livro. Mas não foi ruim e não diminuiu o ritmo da leitura em momento algum, achei extremamente interessante inclusive.

     Bleak Hope me conquistou desde o início, me lembrou Celaena (Trono de Vidro) tanto por sua aparência física, como por sua trajetória de vida. Red me lembrou Day (Legend) por sua personalidade forte e também sua trajetória, porém ambos os personagens contem características próprias, traumas, objetivos e são encantadores. Sério. Me apaixonei pelos dois, eles desenvolvem uma amizade muito bonita ao decorrer do livro e apesar de sentirem algo mais um pelo outro o romance é bem leve e só fica explícito nos últimos capítulos, porque a história oferece TANTO, tanta coisa acontece que eles nem se dão conta do que sentem. Quem ama fantasia e não é muito fã de romance nem vai se incomodar.

     O livro tem elementos ótimos como a pirataria, navegação e um tipo diferente de magia... A descrição das cenas no mar foram tão bem feitas que nos dá vontade de entrar num navio em busca de aventura. Achei a trama política muito bem trabalhada, a "biomancia" me deixou muito curiosa, gostei do fato de o autor tê-la revelado aos poucos, deixando um gostinho de quero mais para o próximo livro. O livro se passa numa época onde a pólvora já foi desenvolvida, então além das facas e espadas que comumente vemos nas fantasias, temos armas e canhões também.

       Fiquei muito contente com a escrita, narrativa e o universo criado. É bem diferente do que tenho visto nas prateleiras por aí, o livro é contagiante do começo ao fim e eu estou DE-SES-PE-RA-DA pelo próximo depois daquele final desesperador. Minha única ressalva é que achei que poderiam ter mantido o título original do livro "Hope e Red", mas entendo que a mudança foi para atrair os leitores de fantasia e gostei muito da capa escolhida pela editora.

You May Also Like

1 comentários

  1. Noossa olha ela de blog novo e todo lindo ♥ Sobre a resenha, eu to doida atrás de um livro de aventura assim, andei lendo livros mais sérios e aventuras deixam a vida mais leve, bate aquela vontade de sair por aí atrás de um navio, igual você falou hahahah

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.