BEDA 26 | Blogueiros literários e Booktubers trabalham de graça?

by - domingo, agosto 26, 2018



   Há algum tempo as críticas aos influenciadores digitais ou criadores de conteúdo vêm aumentando, desta vez o alvo de críticas e humilhações foi o nicho literário. Um autor recebeu um orçamento de uma Booktuber que cobra para ler e divulgar suas opiniões, no papel de influenciadora no meio literário, o que gerou muita polêmica sobre cobrar ou não cobrar pelo conteúdo gerado na internet, textos por aí questionam até se o Jornalismo está morto e por isso, hoje eu resolvi ter uma conversa mais séria com vocês sobre o que eu penso a respeito. 

   O jornalismo não morreu, apesar da demissão em massa que ocorreu na Editora Abril semanas atrás. Blogueiro literário e Booktuber não são, necessariamente jornalistas, digo necessariamente por alguns no meio terem de fato a formação. Muitos de nós estudam, leem, pesquisam, são formados em Letras ou Jornalismo e procuram ter embasamento nas suas resenhas literárias ao invés de falarmos somente nossa opinião sobre o livro. Muitos vivem disso, outros têm uma profissão fora da internet, mas a verdade é que todos dedicamos tempo e trabalhamos para oferecer conteúdo de qualidade que possa vir a incentivar a leitura e a cultura de modo geral. Então por quê não cobrar? 

    Existem dois lados em toda moeda e é claro, que entendemos a realidade de que muitos autores nacionais independentes não tem, muitas vezes, condições de contratar um serviço de custo relativamente alto para ter seu livro divulgado nas redes sociais. Mas também existe o lado de pessoas que trabalham e vivem disso, muitas blogueiras que eu conheço e acompanho têm firma aberta, pagam impostos e isso nada mais é que prestar serviço. Do mesmo modo que algumas lojas ainda contratam carro de som para fazer propagandas, então por quê essas pessoas, Blogueiros ou Booktubers deveriam prestar o serviço gratuitamente? Não devem. 

   Ninguém é obrigado a ler de graça e fazer uma resenha positiva sobre determinada obra, mas muitos de nós fazemos isso pois - pasmem - gostamos. Todos nós começamos assim, porém alguns viram nisso uma oportunidade de trabalho, devido à uma demanda enorme de livros pra ler, e resolveram aproveitar, qual é o mal disso? Nenhum. A verdade é o serviço está lá, cobra por ele quem quer e paga quem pode, infelizmente as coisas são assim. Mas publicar uma matéria desvalorizando e humilhando profissionais pelo quanto eles cobram é, no mínimo, falta de ética. 

   Existem, no entanto, muitos blogueiros e booktubers que não visam cobrar por suas resenhas literárias e eles não são piores ou melhores que aqueles que resolveram por um preço em seus posts. Muitos blogueiros de qualidade fazem parcerias em forma de permuta e escrevem opiniões de muita qualidade aliás, então o autor nacional independente tem a opção de recorrer à eles. Assim um valoriza e reconhece o trabalho do outro. 

    O que as pessoas não entendem, infelizmente, é que hoje a internet é o maior meio de comunicação para se divulgar marcas e produtos. Pouquíssimas pessoas lêem revistas em busca de indicação de livros ou filmes, elas procuram dicas na internet: seja no Instagram, no Youtube ou nos Blogs. O que as pessoas precisam entender é que qualquer um pode, realmente, dar opiniões na internet, mas nem todos conseguem isso de forma eficaz e com qualidade. Público não surge do dia pra noite, todos nós nos empenhamos muito e dedicamos muito tempo, criatividade e investimos dinheiro nisso. Então querer que façamos tudo isso sem cobrar nada em troca é uma desvalorização tamanha. 

You May Also Like

15 comentários

  1. Oi, Taísa
    Eu vi um outro post falando sobre essa treta que deu, e eu tinha ficado chocada com o valor que a Booktuber tinha cobrado, até porque imaginei que o autor não tinha essa quantia para dar, mas também penso que ninguém quer trabalhar de graça e fazer divulgação sem ganhar algo em troca. Muita gente vive disso, graças a Deus que eu não porque não ganharia um tustao aqui no blog, mesmo assim não tiro a razão de quem queira cobrar. O negócio é ter bom senso e não sair criticando as pessoas como aquele autor fez, tudo pode ser resolvido na base da conversa.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Existem profissionais que cobram caro em todos os ramos, mas ninguém para pra contabilizar quanto eles gastam e investem, quanto tem de despesas antes de criticar. O negócio é ter bom senso como você disse: não cabe no bolso? ok, mas não precisa criticar o trabalho alheio.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Vi meio por cima essa polêmica que está rolando - novamente. Eu, particularmente, não cobro pelas minhas resenhas e divulgações, pois faço isso como um hobby mesmo, mas para muitas blogueiras e youtubers isso é um trabalho, como você disse, e acho que realmente deve ser considerado, pois ocupa bastante tempo e exige dedicação. Adorei tua postagem!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu ouvi falando sobre isso na internet e eu acho que quem cobrar por fazer uma resenha esta no seu direito e assim como os que não cobram também eu não cobro mais isso para mim não é só um hobby é um trabalho não remunerado que eu não me vejo não fazendo isso virou o meu trabalho mesmo sem eu querer

    ResponderExcluir
  4. Vi bem por cima sobre toda a polêmica e: uau!
    realmente foi algo complicado né?
    Também acho desvalorização se uma empresa entra em contato e você não cobra nada

    - Conheça meu blog:
    Blog Meu Baú de Estrelas

    ResponderExcluir
  5. Oiiiii

    Fiquei sabendo da polêmica mas nem quis opinar. Acho assim: todo mundo é livre pra fazer o que bem entender desde que não prejudique o próximo sabe? O autor não quer pagar, não paga. A booktuber acha que tem que cobrar? Ué, cobra, é direito dela. O que não pode é querer denegrir ofender e fazer barraco. Eu nunca cobrei por uma resenha, mas, como vc bem disse, no nosso meio tem gente que talvez seja memso jornalista, profissional especializado, enfim, é uma questão tão particular de cada um que acho que o triste mesmo é tudo ter criado tanta polêmica quando na verdade se trata apenas de um: comigo funciona assim, vc quer? Não, não quer, então ok passar bem

    Beijokas

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Eu fiquei sabendo disso e acho que você, assim como todas as pessoas que li defendendo a guria, têm razão. Eu sou jornalista e eu sei que o que paga o conteúdo (seja impresso, físico ou em qualquer outro meio) é a publicidade. E, se a gente pensar bem, os booktubers e outros youtubers por aí nada mais são do que uma empresa que funciona na base da publicidade e isso nunca foi problema. O que tem acontecido é que as pessoas acreditam que a internet é um espaço gratuito, o que não é verdade. Na internet se cobra também, porque o que tem nela, muitas vezes, é feito por pessoas que pagam contas e querem/precisam de uma renda a partir do que se publica. O mesmo acontece com e-books, se você for perceber, as pessoas acham que livro digital precisa ser gratuito simplesmente porque está na web. As pessoas têm de entender que a internet nada mais é do que mais um meio de produção de conteúdo. Achei muito legal você se posicionar, tenho visto outras blogueiras/booktubers fazendo isso também.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Seu post ficou perfeito. Tenho acompanhado toda a discussão em torno do tema nas últimas semanas e estava pensado aqui que, como você disse, atualmente a internet é um grande meio de comunicação. Por exemplo, jornais e revistas dificilmente chegam aqui na minha cidade, não tem banca, mas graças à internet é que fico sabendo das novidades literárias.

    ResponderExcluir
  8. Esse assunto vem reverberando nos ultimos dias e tenho achado extremamente necessário o posicionamento dos blogueiros e booktuber, eu não trabalho apenas com isso, e também nao cobro por resenhas, mas nao vejo problema algum em quem faz isso porque é algo que demanda tempo, esforços e sabemos que sempre acaba trazendo um bom retorno, precisamos ser valorizados.

    ResponderExcluir
  9. Eu já passei tanta raiva com essa briga.
    O autor foi tão ridículo em expor e ridicularizar o trabalho da booktuber. Não entro nem no mérito de valores, porque só quem produz sabe o quanto deve ser cobrado, mas o que ele deveria ter feito era procurar outro serviço que cabia dentro do orçamento dele.
    O que me faz pensar.... Pq ele não fez isso? Pq não procurou alguém com uma audiência menor? Ele quis pegar carona na popularidade da booktuber, simplesmente.
    Mas infelizmente é assim que a alguns autores nacionais se comportam. Já recebi propostas, quando dei valores, sumiram.
    Sei que o marcado editorial está passando por uma crise no momento, mas o que ele fez não tem desculpas. =/
    Se vc oferece un serviço é direito seu cobrar.
    Não importa a sua popularidade, demanda dedicação e isso tem valor.


    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  10. achei muito interessante o seu post e concordo com o que você falou. Há um pensamento de que blogueiros literários e booktubers devem fazer divulgações e resenhas pelo simples fato de gostarem de ler, mas ninguém leva em consideração as dívidas que não se pagam com amor.

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Realmente o não entendimento que as pessoas procuram a internet em busca de novidades é algo que acontece. Muito bom seu texto.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Gostei bastante do seu post. Acho sempre muito válido lembrar e discutir sobre cobrar ou não para a divulgação. Tem pessoas que fazem isso de uma maneira tão eficaz, é impossível a gente, que já conhece esse meio, ficar revoltado com o fato da pessoa cobrar para o fazer... Mas acontece. Infelizmente.
    Gosto muito de dizer que as pessoas que pensam que o nosso trabalho de divulgação é fácil, não sabe como dá trabalho começar a ter visibilidade, montar e atualizar sempre. É um trabalho constante mesmo.
    Por isso, os pontos que colocou aqui são maravilhosos e espero que mais pessoas possam ter a chance de ler e refletir sobre esse assunto.

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Olha quando esse bafafá todo surgiu resolvi ficar quieta porque discutir com alguém que desde o início só queria denigrir o pessoal de literatura na internet era perda de tempo. É o que você falou e minha opinião. Não gostou dos valores? Não paga! Atualmente sabemos que ser só booktuber, só blogueiro demanda trabalho, tempo, pesquisa e dedicação. Se fulano ali não cobra x, não cobra nada, vai lá tentar então fazer parceria com ele. Agora quem é que tem seu conteúdo pago, deixa o cara ser feliz. Pessoal dói por pouco, e por isso e muito mais que me afasto mais da literatura nacional. Tudo é motivo de birra, briga e não sabem refletir algo que poderia ser benéfico a todos. Uma pena!
    Ótimo texto!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Você falou algo que eu comentei com o meu amigo: se é cobrado um determinado valor ninguém é obrigado a pagar, a menos que queira e possa. Não é pq fazemos isso por amor que vamos aceitar humilhação de ninguém, não é? Afinal, realizamos um trabalho sério e as pessoas confiam em nossa opinião. Amei o post! Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.