BEDA 14 | Life is Strange: Chaos Theory



    Oie, tudo bem? Já faz algum tempo que eu não falo por aqui de Life is Strange, que aliás eu já terminei e reparei que só avaliei os dois primeiros episódios aqui no blog. Então perdoem minha memória fraca porque hoje eu vou falar o que eu achei do terceiro episódio do jogo, que é meu preferido até agora. Só de tocar no assunto já fico ansiosa querendo jogar Before the Storm (que ainda não tive a oportunidade de adquirir). Caso você ainda não conheça o jogo pode encontrar neste post spoilers dos episódios anteriores, leia o primeiro post clicando aqui, onde eu apresento o game.

    No terceiro episódio do jogo as coisas começam a ficar mais "pesadas". Max está lidando com uma tentativa de suicídio e as reações dela dependem de o jogador ter tido sucesso na última missão do segundo episódio ou não. Esse é o intrigante do jogo, você pode não completar as missões de forma positiva e continuar o jogo, tendo apenas que lidar com as consequências, ainda tendo a possibilidade de criar um novo jogo para testar outras escolhas.  Tais eventos que sucedem este episódio trágico afetam também os funcionários da Blackwell Academy e reflete na relação de Max e Chloe.

    Max e Chloe já desconfiam de algumas pessoas na Blackwell devido ao desaparecimento da amiga de Chloe, mas eles parecem ter algum envolvimento com o suicídio que acontece (ou não, depende, como eu falei, de como você terminou o segundo episódio). Por isso elas dão vida à uma investigação e procuram pistas para provar quem é o culpado. Toda essa trama traz um desenvolvimento enorme aos personagens, é nítida a forma como Max cresce e se torna uma personagem cada vez mais complexa.


    Os poderes são os mesmos, mas vamos descobrindo novas formas de usá-los, formas essas muito criativas e que tiveram destaque no final do episódio. Existe por exemplo uma cena onde você pode voltar várias vezes no tempo pra coletar o máximo de informações possíveis para usar como chantagem depois.

   Lembro-me de ter dito na resenha do segundo episódio que estava preocupada com as "más influências" de Chloe, porém preciso dizer que mudei completamente de ideia. Passei entender melhor a jovem e ter mais empatia com ela, inclusive shippo muito as duas (embora este não seja o foco do jogo) e fiquei muito feliz que neste terceiro episódio elas aproveitam muito mais tempo juntas e dão um suporte incrível uma pra outra.

    O gráfico do jogo é muito bom, como já disse anteriormente e a trilha sonora também. Já terminei o quarto episódio também e volto logo pra dizer à vocês o que eu achei! 

Postar um comentário

My Instagram

Copyright © Toca Geeky | Universo Geek, Lifestyle e muita criatividade!. Made with by OddThemes . Distributed by Weblyb